мԾndPąℓą۷яąS - єѕ¢яιτσяα Níνєα Sαвιησ - BℓԾG Lιτєяáяισ

quarta-feira, 9 de março de 2011

AMOR DE POETA



Ah, que poeta fracassada eu sou,
Não encontro rimas pra falar do meu amor,
Talvez porque esse amor já me escapou,
Está por ai perdido num último estertor.

Quisera ter a alma livre para amar
Ao meu bel prazer outrem que eu desejasse,
Mas  afoito volta o velho amor a atazanar,
Quis a vida que só ele me inspirasse.


Amor impudente, inquieto e complexo,
Rouba meus sonhos, faz minha desilusão,
Só pra ele são meus beijos, meu amplexo,
Só dele são as rimas do meu coração.



Nivea Sabino

Um comentário:

  1. Adorei de coração o poema "amor de poeta". As palavras são tão românticas, que não é qualquer um que saiba se inspirar numa maravilha desta. Isto sim, que é dom de poesia. Inspiração certa.Parabéns, pelo privilégio divino que Deus lhe deu!

    ResponderExcluir

Boas Vindas! Abreijus Literários

ASSISTAM - JOSANE PEER - O POETA DO ROCK

Loading...

Total de visualizações de página

PAUSA PARA UM RELAX! Alimente os peixinhos com um click.